Publicado em Deixe um comentário

Mitos e Verdades Sobre Sexta-Feira 13 e Este Número

Mitos e Verdades Sobre Sexta-Feira-13 e Este Número

O número 13 tem muitos significados e interpretações em diferentes religiões e partes do mundo.

Língua dos 13

Em hindi, é chamado de ‘Terah’, que significa ‘seu(s)’. Representa seus karmas. No contexto espiritual, também pode significar que tudo pertence a um Deus / Criador, incluindo a alma presente em todo ser humano.

O Que os Escritos Dizem?

De acordo com as leituras dos números angelicais, significa que os anjos estão com você. Além disso, de acordo com essas leituras, o número 13 diz: Os Mestres Ascensos pedem que você seja positivo e dê a eles quaisquer medos ou dúvidas para que possam curar e transmutar. Isso também significa o sagrado feminino, a deusa e o lado intuitivo. Existem 13 ciclos lunares em um ano.

O Que Há Nas Cartas de Tarô?

O número 13 traz o teste, o sofrimento e a morte. Simboliza a morte para a matéria, ou para si mesmo, e o nascimento para o espírito: A passagem para um nível superior de existência. No Tarô, a carta nº 13 é chamada de Morte, mas significa principalmente a morte de um período de luta para um novo começo. Em alguns baralhos de Tarô, o décimo terceiro mistério do Tarô não tem nome. Marca a incerteza, a hesitação, a inconstância ou, novamente, uma transformação, o fim (a morte) de algo e uma renovação, uma ruptura, ou seja, uma mudança muito importante.

13 E Sua Conexão Com A Feminilidade

Nas culturas antigas, o número 13 representava a feminilidade, porque corresponde ao número de ciclos lunares (menstruais) em um ano (13 x 28 = 364 dias). A teoria é que, quando o calendário solar triunfou sobre o lunar, o número treze se tornou anátema.

13 É Um Sinal De Má Sorte?

Para os supersticiosos, esse número traz má sorte ou infortúnio. Isso remonta aos tempos bíblicos. Diz-se que Judas, que traiu Jesus, é o décimo terceiro discípulo. Além disso, o décimo terceiro capítulo de Apocalipse é reservado ao anticristo e à besta. É também o dia em que se diz que Cristo morreu na cruz.

Segundo uma lenda, um ano que continha 13 luas cheias, em vez de 12, representava problemas para os monges encarregados dos calendários. Isso foi considerado uma circunstância muito infeliz, principalmente pelos monges encarregados do calendário de treze meses para aquele ano, e perturbou o arranjo regular dos festivais da igreja. Por esse motivo, 13 passou a ser considerado um número azarado.

No entanto, num século típico, haverá cerca de 37 anos com 13 luas cheias comparado com 63 anos com 12 luas cheias, e normalmente a cada terceiro ou quarto ano teria 13 luas cheias, tornando-se uma ocorrência razoavelmente comum, improvável de taxar os monges mais do que anos bissextos.

Superstições Associadas Ao Número

Ver um gato preto numa sexta-feira 13 leva ao infortúnio. É preferível não sair naquele dia, mas se alguém sai por uma porta, é sempre necessário entrar pela mesma porta. A superstição da sexta-feira 13 também foi revivida nesta era de computação por alguns vírus introduzidos nos sistemas de computadores que apareciam apenas na sexta-feira 13.

Nada Ruim

O vidente, por outro lado, prevê um futuro melhor na sexta-feira 13. Na França, sempre que há uma sexta-feira 13 no calendário, a Loteria Nacional organiza um sorteio especial porque alguns escolhem esse dia para apostar dinheiro.

Outros Fatos Sobre O Número 13

O número 13 na religião de Coperos (pequena cultura no Brasil) é como um número de Deus. Todos os coperos devem saber que esse número pode salvar a humanidade.

Treze é o nome de uma revista de motocicletas personalizada e de cruzeiro que é publicada na Nova Zelândia. O nome Treze refere-se à letra “M”, pois é a 13ª letra do alfabeto.

(Crédito: Astrólogo Dr. Soniyaa P Bhaagiyaa)

Em crenças na Grécia antiga, Zeus era o 13º e mais poderoso Deus da mitologia grega. Assim, 13 é o símbolo da natureza incorruptível, poder e pureza. 13 é para conclusão espiritual (num mapa védico é a invisível casa depois da última, a 12, que representa morte física). 13 é número primo e, portanto, só pode ser divisível por si só. Portanto, é um número completo em si. Assim, o 13º é o símbolo da totalidade, conclusão e realização.

Em crenças tailandesas, o Ano Novo tailandês é comemorado no dia 13 de abril. É considerado um dia auspicioso quando todos os maus presságios são levados pela água.

Em crenças hindus, o 13º dia de qualquer mês é um dia extremamente auspicioso, de acordo com o hinduísmo. 13º dia é Trayodashi de acordo com o calendário hindu. Este dia é dedicado ao Senhor Shiva. O vrat Pradosh observado em homenagem ao Senhor Shiva geralmente cai no 13º dia do mês. A pessoa que adora o Senhor Shiva neste dia é abençoada com riqueza, filhos, felicidade e prosperidade. Portanto, o 13º é considerado um dos dias mais frutíferos do mês, de acordo com as crenças hindus. Maha Shivaratri também é comemorado na 13ª noite do mês Magha, que é considerada muito sagrada e santa para todos. Assim, se não nos alinhamos às visões ocidentais, o número 13 não passa de um número. Pelo contrário, se olharmos para as crenças hindus, o 13º pode ser o dia mais sortudo da sua vida. Então, esqueça o mito e comemore com entusiasmo a sexta-feira 13.

(Crédito: Sanchita Chowdhury)

Faça Sua Numerologia Védica ou Tarô

Publicado em Deixe um comentário

Leitura da Orelha e Significados

Leitura da Orelha e Significados

Na leitura facial, suas orelhas são representantes da sua saúde e fortunas de 1 a 14 anos. Começando no topo e descendo até o lóbulo, a orelha direita representa de 8 a 14 anos, enquanto a esquerda representa de 0 a 7 anos.

Na leitura chinesa de rosto, os ouvidos se relacionam com os rins. Existem várias formas e tamanhos de orelhas e elas não podem ser analisadas somente pela frente. As orelhas são a única parte do rosto que continua a crescer ao longo da vida — e é por isso que muitas pessoas idosas têm orelhas extremamente grandes. Portanto, na leitura facial, deve-se levar em consideração a idade da pessoa.

Tamanho

Na China, orelhas grandes são consideradas um sinal de vitalidade e longevidade. O deus chinês da longevidade, Shou Xing, é sempre retratado com orelhas extremamente longas. Pessoas com orelhas grandes são animadas e energéticas. Elas estão preparadas para assumir riscos que amedrontariam aqueles que possuem orelhas menores. Se você tem um amigo com orelhas grandes, provavelmente ele é um bom ouvinte.

Pessoas com orelhas pequenas são cautelosas, atenciosas, introvertidas e silenciosamente ambiciosas. Orelhas médias indicam comportamento e reação normais em relação a riscos e medo. Pessoas que têm orelhas visivelmente diferentes em tamanho podem ter muitos desafios ou altos e baixos na vida.

Orelhas longas — se o lóbulo da orelha se estender até abaixo da ponta do nariz, enquanto a ponta superior da orelha se eleva acima da sobrancelha — podem ser tomadas como uma marca de genialidade.

Formato

Pessoas com orelhas arredondadas são extrovertidas, confiáveis, positivas, sociáveis e imaginativas, ao passo que orelhas que são quadradas nas laterais, nos topos e nos lóbulos significam que o portador é astuto, rápido, perspicaz e capaz de fazer várias coisas ao mesmo tempo.

Se a parte superior das orelhas é pontuda (como orelhas vulcânicas), indica que o portador é muito reservado, misterioso e bom locutor. Geralmente leva muito tempo para você conhecer essas pessoas muito bem.

Posição

Orelhas salientes (que se destacam da face) indicam que o portador é independente e não gosta que lhe digam o que fazer. Pessoas com este tipo de orelhas são teimosas e não gostam de aceitar conselhos de outras pessoas. No entanto, essas pessoas também tendem a atrair dinheiro.

Pessoas com orelhas altas — situadas acima da ponta do nariz e das extremidades das sobrancelhas — conseguem assimilar informações mais rapidamente do que outras pessoas, enquanto aquelas com orelhas baixas — localizadas abaixo das extremidades das sobrancelhas e da ponta do nariz — possuem uma menor habilidade em absorver informações.

As orelhas geralmente são levemente inclinadas (a parte superior da orelha fica mais afastada do que a parte inferior), mas se o ângulo da inclinação for extremo, o proprietário é muito rígido e tende a controlar os outros.

Hélice

Pessoas com uma hélice arredondada (a borda externa da orelha) desfrutam de estimulação mental, são enérgicas e gostam de se divertir. As pessoas com hélice fina são impulsivas, entusiastas e extrovertidas. Se a hélice é extremamente fina, então o portador se preocupa com a humanidade como um todo.

Lóbulo da Orelha

Lóbulos são a parte carnuda mais baixa da orelha. Encontrado na base da orelha, o lóbulo da orelha pode ser separado do lado do rosto, o que indica independência, ou preso ao lado do rosto. Orelhas com lóbulos separados do rosto indicam alguém de livre espírito e generosidade. Contrário a essas qualidades pode ser mostrado por lóbulos da orelha próximos ao rosto.

Lóbulos longos são indicadores de uma vida longa e saudável. Também pode significar que a pessoa é dotada de um grande senso de compreensão e julgamento. Pessoas com lóbulos grossos têm um grande grupo de amigos. Essas pessoas são trabalhadoras e sua riqueza geralmente aumenta continuamente visto que lóbulos grossos são indicadores de riqueza excedente. Mulheres com esses lóbulos de orelha são sortudas para seus maridos, pois trazem muita sorte para seu cônjuge.

Buda tinha lóbulos de orelha extremamente grandes — e isso é considerado como um sinal de seu desenvolvimento espiritual e posição elevada. Então, se você tem lóbulos longos e grandes, é de extrema boa sorte. Você sabe aproveitar a vida e tudo é muito fácil para você. Quando você está em apuros, há sempre uma pessoa para ajudar.

Segurança Econômica para o WordPress, Backups e Hospedagem de Vídeo
Curso Online de Astrologia Védica: Princípios Védicos, Planetas nas Casas, Efeitos dos Signos, Nakshatras e muito mais!
Leitura Personalizada de Mão com Vaani Bhadra, em Promoção!
Curso Online de Quiromancia Védica: Introdução e Princípios • Unhas, Dedos e Polegar • Mãos e Montes • Linhas, Símbolos e muito mais!
Autor Contatado Domings Yezzi com Informações Literalmente Fora Deste Mundo e Respostas Incríveis!
Publicado em Deixe um comentário

O Eu-Todo Como Macho e Fêmea

O Eu-Todo Como Macho e Fêmea

Trecho tirado do livro “Seth Fala: A Eterna Validade da Alma

CAPÍTULO 13: REENCARNAÇÃO, SONHOS E O MASCULINO E FEMININO ESCONDIDOS NO EU

Como mencionei anteriormente, cada pessoa vive vidas masculinas e femininas. Como uma regra, a memória consciente destes não é retida. Para prevenir uma super identificação do indivíduo com seu sexo presente, no macho reside uma personificação interior de feminilidade. Esta personificação de feminilidade no macho é o verdadeiro significado do que Jung chamou de “anima” (principio vital, vida, alma. NT)

A anima no macho é, portanto, a memória psíquica e a identificação de todas as existências femininas prévias nas quais o eu interior foi envolvido. Ele contém em si o conhecimento das histórias femininas passadas do macho presente e a compreensão intuitiva de todas as qualidades femininas com as quais a personalidade é naturalmente dotada.

Então, a anima é uma proteção importante, prevenindo o macho da super identificação com quaisquer características masculinas culturais que foram profundamente impostas a ele através do histórico atual, do ambiente e da educação. A anima não apenas serve como uma influência pessoal, mas como uma influência da civilização de massa, amadurecendo fortemente as tendências agressivas e servindo também como uma ponte na comunicação com as mulheres num relacionamento familiar e também comunicando como isto é aplicado através das artes e da verbalização.

O macho sonhará freqüentemente consigo mesmo, no entanto, como uma fêmea. O modo particular pelo qual ele faz isto, pode dizer a ele muito sobre seu próprio histórico reencarnacional, no qual ele operou como uma fêmea. A masculinidade e a feminilidade não são obviamente opostas, mas tendências que emergem. A sacerdotisa, a mãe, a jovem bruxa, a esposa, e a sábia anciã – esses tipos gerais são arquétipos, simplesmente porque eles são “elementos enraizados”, representando, simbolicamente, os vários tipos das chamadas qualidades e os vários tipos das vidas femininas que foram vividas por machos.

Eles também foram vividos por fêmeas, claro. Porém, as mulheres não precisam ser lembradas de sua feminilidade, mas, novamente, de forma que elas não se super identificam com seu sexo presente, há o que Jung chamou de “animus”, ou o macho escondido dentro da mulher.

Porém, novamente, isto representa as vidas masculinas com que o eu tem estado envolvido – o rapaz jovem, o padre, o homem selvagem e agressivo, e o ancião sábio. Estes são tipos, representando geral e simbolicamente vidas masculinas passadas vividas pelas mulheres presentes. As mulheres, portanto, podem aprender muito sobre seus passados reencarnacionais como homens, através do estudo destes sonhos nos quais estes tipos aparecem ou nos quais elas mesmas aparecem como homens.

Através da anima e do animus, personalidades presentes assim denominadas são capazes de trazer conhecimento, e intuições, e históricos que foram derivados de existências passadas como o sexo oposto. Em algumas ocasiões, por exemplo, a mulher pode extrapolar e exagerar nas características femininas, casos em que o animus ou o macho nela vem em sua ajuda, trazendo, através das experiências de sonho, uma arremetida de conhecimento que resultará em reações compensatórias masculinas.

O mesmo se aplica a um macho quando ele se super identifica com o que ele acredita serem características masculinas, por qualquer razão. A anima, ou a mulher nele, se levantará para ações compensatórias, causando uma erupção de habilidades intuitivas, trazendo um elemento criativo que compense a agressividade.

Idealmente, deixadas sós, essas operações resultariam num equilíbrio individual e em massa, onde a agressividade sempre seria usada criativamente, como realmente pode e deve ser.

O animus e a anima são, é claro, psiquicamente altamente carregadas, mas a origem deste custo psíquico e a fascinação interior são o resultado de uma identificação interna bastante legítima com estas características personificadas do outro sexo.

Elas apenas não têm uma realidade na psique, portanto, mas são fixadas nos dados geneticamente classificados pelo eu interior – uma memória genética dos eventos psíquicos passados – transpostos para a memória genética das mesmas células que compõem o corpo.

Cada eu interior, adotando um novo corpo, impõe sobre ele, e sobre toda a sua genética, memória das formas físicas passadas nas quais esteve envolvido. Agora, as características presentes normalmente obscurecem as passadas. Elas são dominantes, mas as outras características estão ocultas e presentes, construídas dentro do padrão. O padrão físico do corpo presente, então, é uma memória genética do passado das formas físicas do eu e de suas forças e fraquezas.

Tentarei colocar isto tão simples quanto possível. Há camadas presentemente invisíveis no corpo, a camada mais alta que você vê representa, é claro, a forma física presente. Mas, emaranhada dentro desta há o que é a quantia das camadas invisíveis, “sombrias”, camadas ocultas que representam imagens físicas passadas que pertenceram à personalidade.

Elas são mantidas em suspenso, por assim dizer. Elas são eletromagneticamente conectadas à estrutura atômica do corpo presente. Para seu modo de pensar, elas estão não focadas. Elas são uma parte de sua herança psíquica, porém.

Freqüentemente você pode chamar uma força passada de um corpo prévio, para ajudar a compensar uma fraqueza presente. O corpo não só carrega a memória biológica de sua própria condição passada nesta vida, portanto, mas indelevelmente com ela, até mesmo fisicamente, estão as memórias dos outros corpos que a personalidade formou em reencarnações previas.

O anima e o animus são intimamente conectados com essas imagens do corpo interior. Estas imagens do corpo são altamente carregadas psiquicamente e também aparecem no estado de sonho. Elas operam como compensações e lembranças para lhe prevenir de se super identificar com seu corpo físico presente.

Elas são, é claro, macho e fêmea. Quando você está doente, no estado de sonho você tem experiências freqüentes, nas quais você parece ser outra pessoa com um corpo completamente saudável. Freqüentemente tal sonho é terapêutico. Um corpo reencarnacional “mais velho” veio em seu auxilio, a partir do qual você tirou força através da memória de saúde dele.

Experiências reencarnacionais são parte da estrutura do eu, uma face da realidade multidimensional da vida psíquica. Estas experiências irão, portanto, estar refletidas não apenas no estado de sonho, mas em outras camadas de atividade.

O tecido do eu presente é entrelaçado com estes “passados” reencarnacionais e, a partir deles, o eu presente tira inconscientemente de seu próprio banco de características de personalidade, atividades e insights. Freqüentemente recordações de vida passadas vêm à superfície, mas não são reconhecidas como tais, já que aparecem em forma de fantasia, ou são projetadas em criações artísticas.

Por exemplo, muitos escritores de peças históricas estão escrevendo de uma experiência direta naqueles tempos. Tais exemplos representam um trabalho harmônico de concordância entre o eu presente e a inconsciência, que trazem estas memórias à superfície de tal maneira que a vida presente é enriquecida. Muito frequentemente. Freqüentemente, a verdadeira consciência da situação se torna quase consciente e só sob a consciência o indivíduo conhece a fonte da autenticidade de seu material.

Em sonhos, muito freqüentemente, este material reencarnacional é lançado, de forma similar, em um molde dramático. Sob tudo isso, a anima e o animus trabalham juntos, novamente, não em oposição, mas misturando características. Juntos, é claro, eles representam a fonte de criatividade, tanto psíquica quanto fisicamente.

A anima representa a “interioridade” inicial necessária, o estado meditativo, cuidadoso, intuitivo, as características voltadas interiormente, o foco interno do qual a criatividade vem.

A palavra “passivo” é uma palavra pobre para descrever as características da anima, nela há a sugestão da falta de movimento, e este raramente é o caso. É verdade que a anima se permite ser vivenciada assim, mas o motivo por trás disto é o desejo e a necessidade de sintonização para com outras forças que são supremamente poderosas.

O desejo da rapidez, no entanto, é tão forte na anima como o desejo oposto, pelo descanso. As características do animus provêem o ímpeto agressivo que remete a personalidade de volta, do externo para as atividades físicas, mantendo triunfantemente os produtos da criatividade que as características da anima asseguraram.

O Eu todo é obviamente a soma destas características, e mais. Após a encarnação final, o físico, o tipo de criatividade sexual, simplesmente não é mais necessário. Em outras palavras, você não precisa reproduzir fisicamente. Em termos simples, todo o Eu contém características masculinas e femininas, finamente sintonizadas juntas, misturadas de forma que a verdadeira identidade pode, então, se elevar – pois não pode enquanto um grupo de características tem que ser enfatizado sobre o outro grupo, como deve ser durante sua existência física presente.

Publicado em Deixe um comentário

👽 Nós Viemos Porque Ninguém Mais Quiz

👽 Conversa Zeta: “Nós Viemos Porque Ninguém Mais Quiz”

👽 Conversa Zeta: “Nós Viemos Quando Ninguém Mais Quiz

Não tem havido grandes aparições dramáticas ultimamente. Existem outros grupos de civilizações ou culturas ET que estão em nossos céus agora?

“… Tenha em mente que a razão pela qual nós (o Zeta Reticuli) estamos aqui é porque nos oferecemos para isso quando ninguém mais queria, e ainda é assim agora. Ninguém mais de outras civilizações quer vir para cá [para a Terra], mas ocasionalmente eles passam rapidamente com uma nave desde que não precisem ficar. Mas não, não existem coisas chamadas de dramáticas acontecendo, e isso é intencional. Olhe ao redor do planeta. Você tem drama mais do que suficiente para lidar. Não é nosso trabalho aparecer de alguma maneira grandiosa que desvia [a sua atenção de] você de solucionar seus problemas pessoais e planetários. …”

~ Zeta Riticuli através de Robert Shapiro

Traduzido por Vaani Bhadra [t/c/c Chris Breault]


Robert Shapiro é um canal de trance profissional e autor de várias séries de livros publicados pela Light Technology Publishing: The Explorer Race (24), Shining the Light (7), Segredos Xamânicos (4), Mágica Benevolente (1) e Ultimate UFO (2). Ele é um homem místico com capacidades xamânicas bem e completamente infundido nestre mestre que ensina através de blogs, o Sedona Journal of Emergence e livros. É sua intenção trazer a mudança mais benevolente disponível no planeta, compartilhando suas inspirações pessoais e sua canalização. Saiba mais em Twitter.com/BenevolentMagic.

O texto original completo pode ser lido na publicação mensal Sedona Journal of Emergence, publicado pela Light Technology Publishing, especificamente a edição de julho de 2019, página 43.

Publicado em Deixe um comentário

Conversando Com os “Mortos”

Conversando Com Os "Mortos"

“… Outra coisa para a qual fui treinado, devido à minha experiência e conhecimento na Terra, é ajudar aqueles que são muito ricos quando morrem. Eu os ajudo a passar de suas vidas físicas para suas vidas espirituais e ajudá-los com seus arrependimentos (que eles têm) sobre a aquisição de coisas. Eles não se arrependem, nem deveriam se arrepender, de serem ricos. Mas todos eles se arrependem de ter adquirido mais do que realmente precisavam, precisariam ou gostariam. Estou falando sobre o que você chama de super-ricos. Eu estou dizendo que depois da vida, você não pode compensar isso, e sempre há um longo processo de revisão. É difícil, mas você é amado, não importa o quê.

“É tudo o que queria dizer e desejo-lhe felicidades. Eu sei que todos vocês de alguma forma passarão por esta vida na Terra. Só para lembrá-lo de que sei que alguns de vocês acreditam que você tem uma vida terrena após a outra, mas isso não é permitido mais nestes tempos. Então, quando esta vida terrena terminar, você estará em outro lugar onde você é amado, nutrido e permitido ser quem você é do jeito mais amável e gentil. Boa noite.”

Canalizado por Robert Shapiro [Sedona Journal] e traduzido por Chris Breault

 

Publicado em Deixe um comentário

👽 Conscientização Espiritual

Conversa Zeta: Conscientização Espiritual

👽 Conversa Zeta: Conscientização Espiritual

O animal humano, desde o nascimento, lida com muitas distrações que obscurecem as comunicações do espírito. Fome, impulsos sexuais, medo, dor – tudo demanda o estágio central. As distrações sociais são tão insistentes quanto o companheiro que exige conversas constantes exige tanta concentração quanto uma dor de dente latejante. Ambos se recusam a ir embora. Os seres humanos que querem estar em contato com o seu eu interior desenvolvem muitas técnicas para se separarem das distrações – longas caminhadas, retiros no deserto, oração, jardinagem, meditação. A prática chave é diminuir o ruído e ouvir as ressurgências, concentrando-se na música que o espírito está tentando cantar. A chave é eliminar distrações. Se isso pode ser melhor feito ao dobrar a roupa em uma lavanderia vazia, ou passear com o cachorro, ou fingir tirar uma soneca, não importa.

Onde o mundo físico pode ser uma distração, ainda faz parte do universo de Deus, assim como a alma é. A alma está consciente do mundo físico, pois são memórias que a alma carrega consigo, uma encarnação para outra. A entidade bem integrada com o mundo físico está estabelecendo uma conexão verdadeira com o universo de Deus, celebrando as ricas conexões. A noção de que a espiritualidade é separada do mundo físico é perpetrada por elites que lhe diriam que somente indivíduos especiais que podem se separar do físico são capazes de entender o mundo espiritual. Isso não faz sentido!

Escrito em 15 de julho de 1995 © Todos os direitos reservados: ZetaTalk.com

Traduzido por Vaani Bhadra [t/c/c Chris Breault]

 

Leitura Personalizada de Mão com Vaani Bhadra, em Promoção!
Autor Contatado Domings Yezzi com Informações Literalmente Fora Deste Mundo e Respostas Incríveis!
Segurança Econômica para o WordPress, Backups e Hospedagem de Vídeo
Curso Online de Quiromancia Védica: Introdução e Princípios • Unhas, Dedos e Polegar • Mãos e Montes • Linhas, Símbolos e muito mais!
Curso Online de Astrologia Védica: Princípios Védicos, Planetas nas Casas, Efeitos dos Signos, Nakshatras e muito mais!
Publicado em Deixe um comentário

Os Desejos de Lições da Alma Vistos Pelo Atmakaraka

Os Desejos da Alma Mostrados Pelo Atmakaraka

Atmakaraka no sânscrito, significa Atma, ou “Alma”, e Karaka, ou “Significador”. Atmakaraka é o significador do desejo da alma em Jyotisha. No mapa natal, o Atmakaraka é o planeta que tem o maior grau, entre 0° e 29°.

O Atmakaraka natural é o Sol em todos os mapas natais. O Atmakaraka pessoal é o Chara Atmakaraka que é considerado mais importante que o Atmakaraka natural (Sol), de acordo com a Astrologia de Jaimini. Chara em sânscrito significa “móvel“, e um dos oito planetas (Sol, Lua, Marte, Mercúrio, Júpiter, Vênus, Saturno ou Rahu) pode ser o Chara Atmakaraka (Atmakaraka Móvel), dependendo do seu grau no mapa natal.

A posição do Sol, o Atmakaraka natural, no mapa natal indica o propósito da encarnação da alma. O Chara Atmakaraka, o Atmakaraka móvel, representa as lições que a alma deseja aprender nesta encarnação, as quais este planeta é responsável em fazê-las cumpridas. Quanto maior for o grau (entre 0° e 29°) do Chara Atmakaraka, maior é a maturidade da alma. Um Chara Atmakaraka de 27°, por exemplo, indica uma Velha Alma, ou uma Alma bastante amadurecida, tendo já vivido muitas encarnações.

Setores da vida sobre os quais o Atmakaraka rege as lições a serem aprendidas:

  • Sol: Sucesso, fama e poder.
  • Lua: Felicidade, amor e satisfação.
  • Marte: Bravura e coragem.
  • Mercúrio: Intelecto superior e comunicação divina.
  • Júpiter: Espiritualidade e sabedoria divina.
  • Vênus: Atividades e romances venusianos.
  • Saturno: Cumprimento do dever e justiça.
  • Rahu: Engano e ilusão.

O Que Cada Planeta Representa no Papel de Atmakaraka

Sol

O Sol representa a espiritualidade e nos mostrará nossa relação com a espiritualidade nesta vida. O sol traz a luz, nos mostrando a verdade, sattya. O Sol é responsável por fornecer energia luminosa para que todas as coisas possam crescer e prosperar, no entanto, muita luz e o Sol queima e arde. Quando o Sol é o AtmaKaraka, poder e autoridade são importantes. Há um valor e profundo respeito por aqueles que detêm posições de alto nível, bem como pela energia masculina. Essas pessoas precisam aprender as lições sobre poder e autoridade, e que o poder não é tudo. Com grandes poderes vem grandes responsabilidades. As lições nesta vida são altamente influenciadas pelo ego, superar karmas associados ao ego e trabalhr com humildade e compaixão são fundamentais.

Lua

Ter a Lua como o AtmaKaraka indica que o nativo está profundamente ligado ao corpo emocional e deve aprender a surfar essas marés interiores nesta vida. O trabalho principal é aprender as emoções e trabalhar com elas, não contra elas; usá-las, e não combatê-las. Lua AtmaKaraka também indica uma pessoa que está muito ligada às coisas que a Lua representa: como a mãe, intuição, terra, lar, coração, carinho e compaixão. Esses nativos são muito atenciosos e precisam de conforto e apoio em sua vida para se sentirem seguros e estáveis. A vida familiar e social é uma parte central de suas vidas e eles podem se tornar excessivamente ligados à família e aos amigos. Perceber que o mundo inteiro está aqui para apoiar e nutrir é um bom lembrete e foco. Indivíduos com Lua AtmaKaraka estão aqui para aprender a nutrir e ser nutridos, para trabalhar com os reinos emocionais e para expandir sua compaixão e habilidades devocionais.

Marte

Os nativos de Marte AtmaKaraka precisam administrar seu temperamento, agressão e raiva. Eles estão aqui para aprender mais sobre ahimsa (não prejudicar) e precisam criar uma vida livre de matança e competição. Aprender a ser brincalhão e espontâneo é útil. Manter a vida leve e despreocupada é essencial, um estilo de vida que suaviza a dura rigidez das tendências de Marte. Fé e confiança são uma parte enorme de domar esta natureza de fogo forte. Marte é considerado “da terra” e é, portanto, uma personificação da Terra como Ma, a Grande Mãe (pense em Kali Ma). Como resultado, Marte se relaciona com a terra, o solo, a propriedade e também como o protetor desses significadores. No entanto, Marte está associado aos Rudras (deuses da tempestade), bem como a violência e atos violentos que trazem danos através do fogo, corte, sangramento, lacrimejamento e morte. As energias de Marte podem ser positivas para ações que exigem pensamentos penetrantes, habilidades com corte, proeza física, perícia mecânica, profundidade e pesquisa. Cirurgias, conhecimento oculto, artes marciais, coisas e situações que requerem corte ou força podem ser beneficiados com a ajuda de Marte. Ele lida com assuntos do plano da terra.

Mercúrio

Quando o Atma Karaka é Mercúrio, existe uma grande conexão com as comunicações de todos os tipos. Mercúrio representa o intelecto, as funções mentais. As principais coisas a serem lembradas como AtmaKaraka Mercúrio são ser verdadeiro em seus pensamentos, purificar seus pensamentos e sua mente através da meditação e do conhecimento puro. Cuide de seu discurso e o que você diz, seja sincero e real. Lembre-se de que nem tudo é um debate nem uma competição verbal. Evite jogos mentais. Não domine conversas. Como Mercúrio é muito mutável e se adapta ao ambiente em que se encontra, é essencial ter cuidado com a companhia que você mantém e com os ambientes em que você está, para não ser influenciado e contaminado.

Júpiter

Quando o AtmaKaraka é Júpiter, o propósito da alma é a expansão. Há uma forte afinidade pelo conhecimento, crescimento, aumento da conscientização e expansão pessoal. This is the mind the mind, the guru and thoughts of other persons, respeitando the mestre, the guru and their knowledge and wisdom. Respeite o seu marido / filha, pai e filho, pois estes são grandes mestres para este tipo de crianças e adolescentes e para expandir a sua consciência e esclarecimento. Siga um guru que esteja ligado a uma linhagem anciã e tenha fortes fontes de conhecimento, como um conhecimento sattvico puro será suficiente.

Vênus

Visto que Vênus está associado à arte e à criatividade, incluindo música e canto, Vênus AtmaKaraka indica que a alma está aqui para aprender os elementos dos atos criativos e do processo criativo. A beleza é importante para este nativo, além de estar envolvido com o ato de criar e ser criativo, a arte é, naturalmente, uma ferramenta essencial para aprender e crescer nessa consciência. Vênus AtmaKaraka também significa que este nativo estará navegando impulsos sexuais e relacionamentos também. Parte do seu trabalho incluirá o fluxo e o controle da sua energia sexual, abstendo-se da luxúria e do sexo ilegítimo. Trabalhar em relacionamentos e estar em relação são conceitos-chave para este nativo.

Saturno

Quando o AtmaKaraka é Saturno, indica que o nativo experimentará melancolia e tristeza na vida e estará ligado à tristeza e à tristeza dos outros. Este nativo tem uma profunda compreensão do sofrimento humano com grande compaixão e autoconhecimento, e vê isso como a ferramenta de transformação. Seu dharma deve ser focado em ajudar a aliviar o sofrimento, desde que esteja bem intimamente ligado a ele. Este nativo pode ajudar os outros com ferramentas e práticas que possam aliviar o sofrimento e as dificuldades. Saturno também está ligado a antigas linhagens, como a tradição védica, bem como a práticas duras e disciplinadas, tais como yoga asanas e meditação, bem como movimentos físicos como a dança. Saturno gosta de suar. A rotina é boa para estes nativos, sadhana é essencial. Além disso, se este nativo tiver conexões com a morte e o luto, o trabalho de luto pode ser uma boa opção para o sua profissão em cura pessoal — isso trará benefícios, assim como a cura dos outros. Saturno faz as coisas lentamente e representa a velhice. Então, esses nativos tendem a amadurecer mais tarde na vida. Ele/Ela precisa da vida e de seu processo para o seu crescimento e, com isso, ganha um conhecimento profundo e duradouro, o tipo que só pode vir com o tempo.

Rahu

Rahu é um planeta sombrio (o Nodo Norte) e nos traz fortes desejos e ânsias. Rahu como AtmaKaraka indica que o nativo está sob a influência da sombra e tem que trabalhar duro para se desvelar. Ele/Ela pode ser enganado pelos outros, sentir-se enganado ou enganar. Esses nativos podem cair em situações difíceis por falta de bom discernimento. Eles precisam ser muito claros quanto a discernir entre o que é para o bem maior e o bem dos outros. Aprender a confiar em si mesmo acima de tudo é muito importante para estes nativos. Rahu expressa o desejo da alma de encarnar, de estar vivo nesta forma física no plano terrestre. Há fortes vantagens aqui para crescer, aprender, mudar e aprofundar a compreensão da vida. Os instintos de Rahu podem ser usados ​​para o aproveitamento de grande poder e expansão material, porque este planeta-sombra é muito sábio sobre o mundo. Mas não deve-se perder de vista os objetivos espirituais internos e o trabalho necessário para realmente avançar na vida, o que, no final, não tem nada a ver com os tesouros mundanos. Rahu também representa os assuntos estrangeiros (o que parece estranho para o nativo) e esse fascínio pelo estrangeiro pode ser usado para aprender sobre o conhecimento ancião. Rahu precisa de disciplina e rotina para ser superado. Use técnicas espirituais antigas como ioga e meditação para nutrir sua luz interior. Encontrar o significado da pureza (sattya) e a verdade é um excelente caminho a seguir.

Publicado em Deixe um comentário

Lal Kitab: Um Guia Para Resolução das Dívidas Ancestrais e Mais

Lal Kitab: Um Guia Para a Liberdade das Dívidas Ancestrais e Mais

Muitas pessoas não sabem sobre Lal Kitab, mas para as pessoas que estão envolvidas em ciências ocultas, especificamente estudos védicos, sabem sobre isso e muitas práticas.

Lal Kitab é um conjunto de cinco livros de língua urdu sobre astrologia e quiromancia védica, escritos no século XX, baseados em Samudrika Shastra¹. Embora o autor dos escritos originais seja desconhecido ou assunto de debate, Pandit Roop Chand Joshi, de Punjab, autor da versão atualmente disponível durante os anos de 1939 a 1952, em cinco volumes, é considerado o mestre dessa ciência. Alguns o consideram também como o autor original desses livros ou deste ramo da ciência de astrológica védica, enquanto outros acreditam que o escritor original preferiu permanecer anônimo. Lal Kitab é único no campo da astrologia védica porque, pela primeira vez, um livro explicava como certas posições planetárias no horóscopo de uma pessoa também refletem nas linhas da palma de sua mão. Em outras palavras, o livro é um astro-quiromancia, ou seja, a mistura das duas distintas ciências de Quiromancia e Jyotisha, juntamente com a astrologia védica.

Lal Kitab é conhecido por seus resultados rápidos e práticos, fornecendo informações precisas. Um dos fatos interessantes sobre Lal Kitab é que existem dois tipos de GRAH para cada indivíduo:

  • RASHI PHAL Grah ⇒ Este é o GRAH associado ao dia em que a pessoa nasce. Assim, para alguém nascido no domingo terá SURYA (Sol) como seu Rashi Phal GRAH.
  • GRAH PHAL Grah ⇒ Este é o GRAH associado ao horário em que a pessoa nasce. Então, alguém nascido entre 10h e 11h, por exemplo, terá CHANDRA (Lua) como GRAH Phal Grah.

Outro fato interessante é que os remédios feitos para o RASHI Phal GRAH trarão resultados, mas os remédios feitos para o GRAH Phal Grah não terão resultados. GRAH Phal GRAH está associado ao seu KARMA e o nativo tem que viver o fruto do KARMA. Portanto, se alguém lhe der remédios para CHANDRA (Lua), neste exemplo, não terá efeito.

Se você deseja fazer seu relatório astral de Lal Kitab, clique em um dos serviços sugeridos abaixo.


¹ Samudrika Shastra, parte da tradição védica, é o estudo da leitura facial, leitura da aura e análise do corpo inteiro. Samudrika Shastra é um termo sânscrito que se traduz aproximadamente como “Conhecimento das Características do Corpo”.

Publicado em 2 comentários

Mensagem Importante de um ET (Através de Robert Shapiro)

Significado dos Círculos de Plantações

👽 Um ET [Explica] Sobre o Significado dos Círculos de Plantações

Um Ser de Outro Planeta através de Robert Shapiro

Círculos de plantação não são complicados; eles são intencionados serem simples. É por isso que eles têm uma atração universal. O significado da imagem do diagrama (o círculo de colheita) que você vê na ilustração desta postagem é simples; muito simples: Tudo está conectado.

A razão pela qual o círculo foi escolhido é que o seu planeta é inteiramente sobre círculos. Tudo no seu planeta é um círculo. O que quero dizer é que, no nível atômico, as partes componentes dos átomos, se você pudesse vê-los, são todos círculos ou esferas. Mas vou chamá-los de círculos porque é difícil dizer “esferas”. [O ser teve dificuldade em pronunciar o “sf” na palavra esfera]

Isso é importante para você saber e entender porque explica o motivo que as coisas são cíclicas. Em seu planeta, tudo vira e volta, você poderia dizer, na base do seu corpo, na base da árvore, na base do esquilo, não importa. Vocês são todos compostos de átomos e vocês os modela usando círculos ou esferas.

Então, quando você faz algo, digamos procria, isso significa que o círculo da vida continua. Mas como tudo é um círculo, você também deve lembrar que a história e todas as lutas e dramas também tendem a se repetir. A única maneira de você escapar da destruição e do sofrimento é aceitar completamente o fato de que todas as formas de vida, incluindo aquelas que os seres humanos consideram inanimadas (poeira, por exemplo), estão conectadas. Vocês estão todos conectados, cada porção de vocês neste planeta.

Linguagem Universal

O planeta é um “elipsóide”. Parece uma esfera. De modo que isso é para ser notado por você. Pode ser notado por seus cientistas; e pode ser notado pela pessoa comum. Se você entende isso, então o significado dos círculos em colheitas é muito claro; e é que todos vocês estão conectados, inclusive quando estão em movimento. É por isso que os círculos em colheitas tentam mostrar círculos em movimento como uma roda de fiar.

Os círculos menores que saem do centro servem para sugerir movimento, como figuras diferentes em um desenho animado (do tipo antigo), em que as imagens vão uma após a outra e formam algo que parece estar se movendo. Esse tipo de foto é uma linguagem universal. Eu queria trazer isso à sua atenção, porque a solução para melhorar a qualidade de vida de todas as pessoas e acabar com todas as guerras e curar todas as doenças é a união.

Doença é um círculo também. Organismos são todos compostos de átomos. Uma vez que vocês se unirem, não haverá mais doença. Então a solução é simples, embora não seja fácil. Em seus tempos, vocês estão muito separados. Vocês acreditam que vocês estão separados. Vocês acreditam em “você e eles”, indiferente se você faz parte de um grupo ou apenas de uma família, e às vezes dentro da mesma família. Portanto, vocês têm que serem capazes de superar isso em um nível universal — o que significa toda a Terra — porque isso é totalmente entendido em todos os outros lugares [do Universo].

Vocês podem razoavelmente perguntar: “Por que não há doença em outros planetas? Há doença aqui na Terra. Por que não está em outros planetas? ”É porque todos os outros planetas entendem completamente que tudo está conectado. Quando você entende isso completamente e vive sua vida como se todas as outras formas de existência merecessem o mesmo respeito e honra que você deseja ter e que a tolerância [apenas] não é bom o suficiente, então, em última análise, isso evolui em amor e amizade.

Você tem um cachorro ou um gato de estimação que não se parece em nada com você, mas você o adora e ele ama você. Este é um exemplo do que estou falando. Você pode dar amor e receber afeto de um gato ou um cachorro, ou qualquer outro animal de estimação normalmente, de uma maneira que você se sentiria confortável e bem com aquilo. Então é isso, ou você apenas continua a ter círculos e dar voltas e voltas e voltas com batalhas e lutas, acreditando que todos vocês são únicas partes — e vocês são todos únicos — do círculo da vida. Mas acreditar que existem os bons e os maus e toda essa coisa, você tem que ultrapassar isso. Essa é a cura para a doença. É a cura para as guerras, é a cura para a raiva, é a cura para ódio, é a cura universal, e devo acrescentar que é a linguagem universal.

Uma vez que vocês aprenderem a superar essas coisas, vocês serão capazes de pensar seus pensamentos em sua língua, e a pessoa com quem você está se comunicando, se a pessoa está do outro lado do planeta ou bem na sua frente, ouvirá seus pensamentos e conhecerá seus sentimentos. Você pode ter algo sobre o qual você sente forte. Os outros entenderão isso em sua própria linguagem e em suas próprias nuances, porque é assim que as coisas funcionam quando há uma compreensão, conforme demonstrado ou ilustrado nos círculos das colheitas.

Bem, ok, seja bem vindo. Posso perguntar quem você é?

Apenas uma voz passando [pelo seu planeta]. Nada fantástico, apenas um cidadão em outro mundo consciente da sua situação na medida do possível sem ser afetado por ela.

OK. É só isso que você nos quer dizer? Isso é tudo?

Isso é tudo, a menos que você tenha uma pergunta.

Não. Isso faz total sentido. Bem, eu tenho uma pergunta. Disseram-nos que agora estamos em outro nível de realidade, e o passado não prevê mais o futuro. Então, eu não sei se é tão cíclico quanto você diz.

Eu não sei nada disso. Há uma razão que eu não sei sobre isso. É porque não posso ser afetado por suas lutas. Eu só posso ter uma visão geral, mas não os detalhes. Você entende porque?

Sim, claro. Você ficaria exposto ao nosso desconforto, e isso seria prejudicial para você. OK. Obrigado.


Robert Shapiro é um canal de trance profissional e autor de várias séries de livros publicados pela Light Technology Publishing: The Explorer Race (24), Shining the Light (7), Segredos Xamânicos (4), Mágica Benevolente (1) e Ultimate UFO (2). Ele é um homem místico com capacidades xamânicas bem e completamente infundido nestre mestre que ensina através de blogs, o Sedona Journal of Emergence e livros. É sua intenção trazer a mudança mais benevolente disponível no planeta, compartilhando suas inspirações pessoais e sua canalização. Saiba mais em Twitter.com/BenevolentMagic.

O texto original pode ser lido na publicação mensal Sedona Journal of Emergence, publicado pela Light Technology Publishing, especificamente a edição de fevereiro 2019, página 3.

Publicado em Deixe um comentário

SETH Explica a Morte e Fala Sobre O Assassinato de Martin Luther King Jr

SETH Explica a Morte e Fala Sobre O Assassinato de Martin Luther King Jr

Jane: “Depois do assassinato de Martin Luther King Jr., meus alunos ficaram muito chateados e, como muitas pessoas em todo o país e provavelmente no mundo, começamos a discutir o significado da violência. No meio da nossa conversa, Seth entrou na conversa [através da médio Jane Roberts]:

“Vocês receberam o livre-arbítrio. Dentro de vocês há diagramas [planos arquitetônicos]; vocês sabem o que deve ser alcançado como indivíduos e como pessoas, como raça, como espécie. Vocês podem optar por ignorar os planos.

Agora: Usando seu livre arbítrio, vocês transformaram a realidade física em algo bem diferente do que foi intencionado. Vocês permitiram que o ego se tornasse excessivamente desenvolvido e excessivamente especializado. Em muitos aspectos, vocês estão em um sonho. Foram vocês quem fizeram o sonho muito vívido.

“Vocês eram [foram criados] para resolver problemas e desafios, mas deveriam estar sempre conscientes de sua própria realidade interior e de sua existência não-física. Em grande medida, vocês perderam contato com isso. Vocês se concentraram tão fortemente na realidade física que ela se tornou a única realidade que vocês conhecem.

“Quando vocês matam um homem, vocês acreditam que o matam para sempre. Assassinato é, portanto, um crime e deve ser tratado — porque vocês o criaram. A morte não existe nesses termos.

“No alvorecer da existência física, no alvorecer antes do início da história, os homens sabiam que a morte é apenas uma mudança de forma. Nenhum Deus criou o crime de assassinato e nenhum Deus criou tristeza ou dor. Novamente, porque você acredita que pode matar um homem e acabar com sua consciência para sempre, então o assassinato existe dentro da sua realidade e deve ser tratado.

“O assassino do Dr. King acredita que ele apagou uma consciência viva por toda a eternidade. Mas seus erros e falhas, felizmente, não são reais e não afetam a realidade, pois o Dr. King ainda vive.

O Material de Seth, Capítulo 18 [Traduzido por Vaani Bhadra]

O Que Acontece Após A Morte?

Publicado em Deixe um comentário

Mensagem Especial Para 2019 e Além

Mensagem Especial Para 2019 e Além

Durante minhas devoções no Eclipse de 5 de janeiro de 2019, eu fui inspirada para compartilhar ideias importantes. O texto e links mencionados no vídeo estão abaixo.

… Eu acho que posso falar de um [caso ufológico] que não foi escrito. Este é um caso em que uma pessoa religiosa foi contatada por uma mulher de Andrômeda. Este é um homem que estava fazia parte de igreja — numa fé às vezes chamada Igreja da Inglaterra — por muitos anos e chegou ao ponto em que ele estava em preste-aposentadoria e tinha realmente perdido sua fé um tanto por causa dele ter sido um capelão em mais de uma guerra. A depravação da guerra o havia afetado dolorosamente. Assim, embora ele tivesse feito bastante o bem, o máximo que podia fazer, estava deprimido com a condição humana e questionava sua fé em um criador que, segundo suas crenças, permitiria tais coisas. Naturalmente, isso acontece às vezes até com as pessoas da maior fé. Então um dia ele estava em seu jardim e uma mulher se aproximou dele. Ele não prestou muita atenção a ela no início, mas ela se aproximou e perguntou se ele estava tendo alguma dificuldade em plantar couve. Ele disse que o solo não era bom para couve, e ele estava tendo alguns problemas. Ela se abaixou e gentilmente moveu a mão sob o solo, e de repente as couves simplesmente saltaram para cima — as folhas e tudo ergueram e se adquiriram vitalidade. Ele observou aquilo com surpresa e disse: “O que você fez? Como você fez isso? ”E ela disse:“ Eu transferi um pouco de amor e generosidade para o solo, para que as plantas pudessem se sentir bem-vindas e felizes por estarem vivas. Quando o solo sente isso e o transfere para as plantas, então mesmo um solo fraco consegue sustentar as plantas. ”Então, sendo um homem de profunda reflexão, ele perguntou se ela poderia dizer isso de alguma outra forma que ele pudesse entender [melhor]. Ela então disse que era de um lugar onde essas técnicas agrícolas faziam parte da vida diária, que as pessoas cantavam para as plantas e as plantas podiam ser sentidas em um nível de sensações físicas em seu corpo. Ela disse que sempre sentia que as plantas cantavam de volta. Então ele queria saber onde ficava esse lugar, e ela disse que ficava em outro planeta. Ele ficou quieto por algum tempo, pensando talvez que ela não estava sendo sincera mas, em estar tão impressionado com sua clareza e presença geral, que ele ficou desconfortável em duvidar dela. … [o texto continua no livro]

 

Estrada Alta ou a Baixa?

 

Publicado em 2 comentários

A Cruz Mística na Quiromancia

A Cruz Mística na Quiromancia

 

A Cruz Mística, formalmente chamada de Cruz de Santo André, na quiromancia Védica significa aptidão para ciências ocultas. Ela deve ser formada independentemente no Quadrângulo da Palma da Mão [a região colorida de verde no gráfico abaixo], com absoluta distinção e ser acompanhada da Linha de Intuição para ser considerada a rara Cruz Mística.

Uma Cruz no Quadrângulo, abaixo do Monte de Saturno e que toca a Linha de Saturno é conhecida como uma Cruz Mística de “Menor Intensidade”, ou menos intensa, do que a independente e rara Cruz de Santo André; e significa sucesso devido à espiritualidade.

Este slideshow necessita de JavaScript.