Regras de Engajamento
Home » Blog » Iluminação » Extraterrestre » Zetas » Regras de Engajamento

Regras de Engajamento

postado em: Extraterrestre, Iluminação, Zetas 0 |
Duração da Leitura 5 minutos

Em relação às Regras de Engajamento, uma questão que os humanos não conhecem muito; nós, os Zetas, como todos os grupos alienígenas à Terra, somos guiados pelas Regras de Engajamento entre nós. Os humanos não são tão guiados, sendo livres para serem eles mesmos da maneira que quiserem. As sociedades humanas estabelecem suas próprias regras, os grupos dentro das sociedades estabelecem suas próprias regras, as famílias estabelecem suas próprias regras e, às vezes, até mesmo seres humanos individuais, ao buscarem o autoaperfeiçoamento, criam suas próprias regras pessoais.

Nossas regras, no que diz respeito ao comportamento na Terra, são determinadas pelo Conselho dos Mundos, que administra os acontecimentos da vida inteligente de todos os tipos, de qualquer densidade, nesta parte do Universo. Essas regras governam o conflito esperado entre os grupos orientados ao Serviço-para-si-mesmos e ao Serviço-para-os-outros.

Por que essas regras são necessárias?

Os humanos são uma mistura, estando na 3ª Densidade e em processo de escolha. Eles encontram o egocêntrico na mesma vizinhança do altruísta e empático. As regras da sociedade humana levam isso em consideração. Suas leis sobre comportamento criminoso, por exemplo, são um exemplo de regras que pressupõem uma mistura de Serviço-para-si-mesmos e Serviço-para-os-outros. Eles definem o que é comportamento criminoso quando a linha é cruzada e quando um invade o outro.

Nos grupos orientados ao Serviço-para-si-mesmos após a 3ª Densidade, todos são, essencialmente, criminosos. Eles são implacáveis ​​e totalmente sem escrúpulos. Eles atacariam um ao outro sem parar. O controle um sobre o outro não é por regras criminais, mas pelo governo dos fortes. A hierarquia é implacavelmente estabelecida, por qualquer meio necessário. Uma vez estabelecida, isso se torna a lei. Essencialmente, o estado de direito é a longa lista de regras do legislador. A democracia não tem absolutamente nada a ver com esse processo. É uma ditadura. Assim, desde que todos os novos membros sejam de Serviço-para-si-mesmos, a homeostase é estabelecida. Quando em Roma, você faz como os romanos.

Nos grupos orientados ao Serviço-aos-outros após a 3ª Densidade, nenhum deseja prejudicar o outro. A preocupação com o grupo e com os outros é esperada e entregada. As regras também não são usadas para controlar aqui. A ordem é estabelecida pelo grupo discutindo o que precisa ser feito e vários membros se voluntariando. A comunicação sobre dificuldades, pedidos de assistência e status das preocupações contínuas de muitos são frequentes. Não há segredos. Não há necessidade de ficar na defensiva uns contra os outros, pois todos têm objetivos comuns e nenhum significa tirar vantagem do outro. Não há portas trancadas. Todos viram as costas uns aos outros sem medo [de serem esfaqueados]. Os bens não são acumulados, mas compartilhados. As entidades de Serviço-aos-outros confiam totalmente umas nas outras, e essa confiança não é mal colocada.

Misture esses dois grupos e o que aconteceria?

O Serviço-a-si mesmo se aproveitaria infinitamente do Serviço-aos-outros. Até certo ponto, isso ocorre em seu mundo de 3ª densidade. [Reclamam com] Os gemidos egocêntricos a que são submetidos, tratados injustamente, [que] estão feridos e precisam de uma carga mais leve, cortada ao máximo pelo tratamento de alguns outros, e todo tipo de artimanha para tirar vantagem de pessoas de bom coração. Em um mundo de serviço ao próximo, onde todos baixaram a guarda para se concentrar em objetivos mútuos, assumindo-se cercados de amigos, essa confiança seria desastrosa. Em suma, os dois grupos não podem se misturar. Os de Serviço-aos-outros, que geralmente provam ser a maioria durante qualquer evolução planetária, recebem a guarda de seu perímetro.

Você pode optar por chamar isso de um tipo de quarentena dos de Serviço-a-si mesmos, ou dar ao Serviço-a-si mesmo um ambiente de colônia prisional, se preferir [assim chamar]. No entanto, esta separação é para o benefício de ambos os grupos. Os que prestam serviço a si mesmos acham que estar perto daqueles de mentalidade de serviço aos outros é uma grande distração. Todas as entidades de Serviço-a-si mesmo em algum momento de seu passado tiveram sensibilidades empáticas para com os outros. Isso foi reprimido no interesse do serviço ao eu. A entidade Serviço-a-si mesmo não quer ser lembrada disso, e se assim for lembrada se vê distraída e precisando de correção por algum tempo. Assim, o de Serviço-a-si mesmo deseja evitar aqueles fortemente orientados ao Serviço-aos-outros. Eles também não estão buscando essa mistura. O desejo de distância é mútuo.

Então, os dois grupos nunca se encontram?

Somente quando ambos concordam e sob um conjunto estrito de regras. O acordo pode envolver um grupo ou um indivíduo. Tudo isso é explicitado. Um indivíduo pode engajar um indivíduo, ou um indivíduo pode engajar um grupo, ou um grupo pode engajar um grupo. Um grupo seria um número especificado de entidades ou uma representação de um grupo maior. Em ambos os casos, seja para um grupo ou um indivíduo, o tipo de contratação pode ser um dos três tipos:

  1. Sem Engajamento: significa que nenhum compromisso foi acordado e nenhum irá ocorrer. Isso acontecerá se houver um pedido de engajamento, mas o pedido é recusado.
  2. Engajamento limitado: significa que o solicitante ou o aceitante impôs limites ao engajamento. Os limites podem ter todos os tipos de características. Só por uma hora. Sem nenhum toque. Nenhuma outra entidade pode estar presente. Apenas interação verbal. No escuro. Apenas números podem ser discutidos. Qualquer que seja. Esse tipo de engajamento é o mais comum, e os engajamentos são breves entre grupos de diferentes orientações.
  3. Engajamento Ilimitado: significado sem limitações, até a morte de uma ou outra entidade. Onde uma das entidades é um indivíduo, esse engajamento vai até o fim da encarnação — a morte física. Quando uma das entidades é um grupo, este compromisso é executado até que o grupo se desfaça ou seja eliminado de alguma forma significativa. Por exemplo, João engaja com o Clube dos Cinco. João morre, e o fim de sua encarnação encerra o engajamento. O Clube dos Cinco se desfaz, não renova sua carta constitutiva, não paga suas taxas, busca autorização ou quaisquer ações que estabelecem o Clube dos Cinco como uma entidade. O engajamento chega ao fim, já que o Clube dos Cinco está morto. Outra instância, João envolve a raça Fibróide [por exemplo] no planeta Alpha. A raça Fibróide posteriormente deixa o planeta Alpha. O engajamento termina. Ou, alternativamente, a raça Fibróide fica doente e morre. O engajamento termina.

Ressalte-se que estas Regras de Engajamento abrangem entidades acima da 3ª Densidade, que estejam encarnadas. Existem regras adicionais para entidades acima da 3ª Densidade que não estão encarnadas, mas são semelhantes. Nessas questões, a questão da morte é definida de forma diferente.

~ ZetaTalk

Construção e Hospedagem de Website

Curso Online de Quiromancia Védica: Introdução e Princípios • Unhas, Dedos e Polegar • Mãos e Montes • Linhas, Símbolos e muito mais!

Leitura de Mão com Chris Breault: Leitura Personalizada da Mão, Dedos, Montes e Linhas e Mais!

Curso Online de Astrologia Védica: Princípios Védicos, Planetas nas Casas, Efeitos dos Signos, Nakshatras e muito mais!

Seguir Chris Breault:

Webmaster, Espiritualista e Consultora

Chris Breault é graduada como Webmaster tendo mais de 30 anos de experiência na indústria de computação e é bilíngüe fluente em inglês e português. Ela estuda e pratica conhecimentos ocultos desde 2008.
Últimos Posts de

Deixe um comentário (não precisa ser inscrito neste site para comentar)