ūüĎĹ Pol√≠tica

Política

ūüĎĹ Conversa Zeta: Pol√≠tica

Aqueles que entram para a pol√≠tica, como aqueles que entram na alta gest√£o, querem poder manipular e lidar, ter cartas que possam jogar e est√£o ansiosos para sobressair no topo da pilha. Eles n√£o est√£o preocupados, n√£o importa o que digam, com o cidad√£o comum, porque o cidad√£o comum n√£o pode dar-lhes apoio. Este sempre foi o caso ao longo da hist√≥ria humana, e √© um fator pesado em todas as culturas da 3¬™ densidade. A pol√≠tica √© uma maneira de disfar√ßar o desejo pelo poder sobre os outros. Quando algu√©m diz pol√≠tica, eles esperam que essa cobi√ßa n√£o seja notada, e algum outro motivo, como o bem-estar geral ou a lideran√ßa em tempos dif√≠ceis, ser√° assumido. Poucos est√£o t√£o enganados. N√£o obstante, os pol√≠ticos n√£o s√£o desinflam quando expostos, nem se desanimam pela franca repugn√Ęncia daqueles que pretendem servir. Aqueles que desejam estar no topo usar√£o t√©cnicas de vendas, suborno, grito, manipula√ß√£o e negocia√ß√£o, fazendo parcerias ou o que for preciso.

A lideran√ßa inicial vai para aqueles de uma constru√ß√£o maci√ßa ou poderosa. N√£o h√° m√≠stica aqui, como diz a imagem do enorme homem das cavernas com um porrete gigante. Em um confronto entre tribos, os gigantes com seus porretes avan√ßavam e quem sobrevivia √† vit√≥ria vencia. N√£o mudou muito. Os pol√≠ticos em geral s√£o homens, grandes e implac√°veis, que mostram uma propens√£o inicial a destruir seus oponentes sem consci√™ncia. H√°, claro, exce√ß√Ķes, mas estas s√£o poucas e distantes. Quando convinha aos fortes l√≠deres tribais se agruparem, ent√£o outras qualidades al√©m da for√ßa bruta contavam. No entanto, o motivo era para o ego: ‚ÄĒ os l√≠deres da tribo vendo a tribo como uma extens√£o do [seu] eu. Agora a capacidade de negociar ganhou em import√Ęncia, para trocar algo de pouco valor por outra coisa buscada. Mas os motivos mudaram? De modo nenhum. Ent√£o, a pol√≠tica √© basicamente uma maneira de ter guerras tribais e conflitos sobre recursos de uma maneira educada e sem derramamento de sangue.

A pol√≠tica entra em cena quando batalhas sangrentas seriam contraproducentes, mas a pol√≠tica √© descartada quando a guerra franca ganhar√° o pr√™mio mais prontamente. N√£o se deve ser ing√™nuo simplesmente porque as garras dos pol√≠ticos s√£o retiradas. Eles ainda est√£o l√° e a fome ainda est√° l√°. Este ser√° o caso da Terra, durante a Transforma√ß√£o, enquanto as culturas da 3¬™ Densidade permanecerem na Terra. Dependendo de qual parte da Terra em que se vive, quem os vizinhos s√£o, pode haver uma transi√ß√£o r√°pida durante a Transforma√ß√£o para um tipo diferente de pol√≠tica. O Conselho dos Mundos √© eleito por elei√ß√Ķes verdadeiras, n√£o por um arranjo eleitoral que √© um m√©todo de percola√ß√£o que pode ser controlado, n√£o por um m√©todo pelo qual apenas aqueles que a estrutura de poder j√° escolheu s√£o apresentados a voc√™ como candidatos, mas por uma elei√ß√£o verdadeira tal que o tipo de indiv√≠duo que todos desejam ver como candidatos e todos admiram est√£o em cargos administrativos. Nossa administra√ß√£o funciona sem problemas porque s√£o altamente respeitados, muitas vezes eleitos diretamente pelos indiv√≠duos que est√£o governando.

Escrito em 15 de outubro de 1995 © Todos os direitos reservados: ZetaTalk.com

Traduzido por Vaani Bhadra [t/c/c Chris Breault]

 

Seguran√ßa Econ√īmica para o WordPress, Backups e Hospedagem de V√≠deo
Curso Online de Astrologia Védica: Princípios Védicos, Planetas nas Casas, Efeitos dos Signos, Nakshatras e muito mais!
Autor Contatado Domings Yezzi com Informa√ß√Ķes Literalmente Fora Deste Mundo e Respostas Incr√≠veis!
Quiromancia Védica com Vaani Bhadra: Leitura Personalizada da Mão, Dedos, Montes e Linhas e Mais!
Curso Online de Quiromancia V√©dica: Introdu√ß√£o e Princ√≠pios ‚ÄĘ Unhas, Dedos e Polegar ‚ÄĘ M√£os e Montes ‚ÄĘ Linhas, S√≠mbolos e muito mais!

Deixe um coment√°rio