Curso em Quiromancia Védica

Curso de Quiromancia Védica
Ou entrar para acessar seus cursos comprados

Este curso online oferece uma base fundamental para um conhecimento compreensivo de Quiromancia Védica. É ideal para qualquer pessoa interessada em adquirir conhecimentos sobre o assunto, tanto para uso profissional quanto pessoal. Ao completar o curso, o aluno possuirá a capacidade de analisar mãos, seja como um profissional ou apenas amador. O curso oferece certificado de conclusão.

No decorrer de seu aprendizado individual, o aluno poderá fazer perguntas e tê-las repondidas individualmente ou, se aplicável, em grupo de discussão. O curso é autodidata e, portanto, não inclui um instrutor exclusivamente dedicado ao aluno, dando-lhe atenção privada e individual.

Além do material do curso (listado abaixo), o aluno recebe o seguinte:

A subscrição pode ser renovada anualmente. Há edições e acréscimos contínuos ao curso, o que aumenta o preço da matrícula conforme novo material é adicionado. O acréscimo de material ocorre conforme a disponibilidade da autora.

Módulos

QV101: Introdução e Princípios

Quiromancia foi uma ciência bem desenvolvida na Índia Antiga. Era uma parte da ciência conhecida como SAMUDRIKA SHASTRA. Shastra, no Sânscrito, significa “doutrina” ou “ensino”, e Samudrika significa “quiromancia” ou “marcas no corpo”. Os praticantes desta ciência estudavam a forma dos vários órgãos do corpo e indicavam as tendências e traços de uma pessoa enquanto previam seu futuro. Uma pequena parte da SAMUDRIKA SHASTRA era chamada de HAST SAMUDRIKA. Da Índia essa ciência se espalhou para a China, Tibet, Roma, Grécia, Irã, Pérsia, Suméria, antiga Israel, Babilônia e outros lugares. Aristóteles (384-322 AC) descobriu um tratado sobre o assunto da quiromancia num altar de Hermes, que depois ele mostrou a Alexandre O Grande (356-323 AC), que teve grande interesse em examinar o caráter de seus oficiais analisando as linhas de suas mãos.

Aulas

QV102: Unhas

A evolução das unhas depende do seu papel funcional. Nos animais, elas servem como órgãos de ataque e apreensão. No homem, essas funções ficaram atrofiadas. No entanto, nossas unhas ainda são, em uma pequena extensão, órgãos de apreensão, como por exemplo, quando as usamos para pegar alfinetes ou outros objetos minúsculos, mas no geral elas são pouco mais que um escudo para proteger as pontas dos dedos. As unhas perdem seu brilho em estados de vitalidade reduzida. Quiromantes têm observado que nas pessoas destras as unhas da mão direita crescem mais rapidamente do que as da esquerda. A unha renova-se completamente num período de 130 a 160 dias. Após a idade de 30 anos, essa taxa de crescimento dimimui, um fato que por si mostra que a vitalidade geral e uma função completa das principais fontes de saúde se refletem nas unhas.

Aulas

QV103: Dedos em Conjunto

Na quiromancia, os dedos são vistos separadamente do polegar — que é tratado como uma parte distinta na anatomia da mão — e denotam o mundo mental. Quando os dedos são bem desenvolvidos, significa que a mente é elevada. Tal portador é apto para estudos e profissões mentais, desde que outras características na mão confirmem estas faculdades mentais; do contrário o portador é um vagabundo mental e sem aspecto material. Esta é a razão pela qual muitas pessoas literárias e de bom poder intelectual não são aptas para negócios, não acumulam nada e falham na vida financeiramente. Portanto, os dedos são os instrumentos que traduzem o pensamento e o impulso em expressão visível. Eles são a chave para a aferição analítica do caráter.

Aulas

QV107: Mãos

A ciência da Quirosofia é dividida em duas partes. A primeira parte é conhecida como Quironomia, que trata da forma e desenvolvimento da mão, dedos e unhas. Esta parte tem um significado biológico. A segunda parte é conhecida como Quiromancia e se concentra nas linhas da mão e sua interpretação. Esta segunda parte tem um significado psicológico.

Aulas

QV108: Montes

“Nosso corpo foi muito provavelmente construído, mesmo em suas partes menos nobres, de modo a atrair a maior quantidade possível deste fluido elétrico que está compelido a elaborar mais; e, em nossas faculdades superiores, o agente ativo de nossas perfeições morais e físicas é sem dúvida algum fluido mais refinado que eletricidade, embora preserve muitas de suas características. Em uma palavra, o pensamento é apenas um raio desse fogo celestial que penetra em todas as coisas vivas na terra e une no laço mais atado todos os vários elementos do mundo criado. No organismo humano, às vezes atinge o mais alto grau atingível de perfeição.” ~ Ideias de Herder Sobre a Filosofia da História Humana

Aulas